top of page

Toecentrismo

A música sempre sofreu suas mutações e no gospel isso não é diferente. Recentemente a onda neopentecostal tem inserido um elemento novo nas canções que são entoadas em nossas igrejas: o Eu. E isso tem sido um dano na saúde tanto musical quanto espiritual de nossos irmãos, pois aquele que deveria receber o merecido louvor está se tornando o adorador que nos coloca em um pedestal.

Além da pregação da palavra, apenas a música tem o poder de ensinar, adorar, refletir e até mesmo exortar dentro de um culto. Se condenamos tanto heresias nos púlpitos, porque devemos tratar as canções com menos seriedade? É por isso que Cristo é o centro da nossa adoração.

Lembre-se: quando você se coloca antes do Filho, você está adorando a si mesmo e isso é idolatria. Não podemos adorar dois senhores. A nossa música deve ser vertical e jamais horizontal. Só há um que deve ser adorado em um culto e este não é você, o pastor ou o ministro de música.

Não se deixe levar pelo o que a nova onda gospel tem incentivado no Brasil a fora. Nós estamos aqui para adorar o nosso Deus criador, o Filho salvador e o Espírito Santo consolador.

Salmos 115:1
João 3:30-31 Colossenses 1:18

O escritor é um colaborador. As mensagens em nosso blog possuem caráter elucidativo e construtivo com base no pensamento cristão.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page